Deputado Pedro Kemp cobra da SED número de professores afastados durante sessão na ALEMS

Deputado Pedro Kemp cobra da SED número de professores afastados durante sessão na ALEMS
Gostou? Compartilhe nas suas redes

“Esgotados com excessos de burocracia”, assim o deputado estadual Pedro Kemp (PT) transmitiu na Casa de Leis, durante sessão ordinária desta terça-feira (28/3) a situação preocupante sobre a saúde mental dos professores no estado.

Durante sua fala, Kemp frisou que os professores estão sobrecarregados tendo que preencher fichas e relatórios por determinação da SED (Secretaria da Educação).

“Sabe o que está acontecendo? Os professores estão adoecendo. Eu quero que a Secretaria de Educação apresente para nós o número de professores afastados com licença médica, que tomam remédio controlado para depressão. Professores não estão aguentando mais”, disse Kemp. 

“A recente morte do professor Tiago Bianchi, aos 42 anos, acendeu um alerta sobre a saúde mental dos nossos professores. Tiago desistiu de viver, pois enfrentava uma depressão e não conseguiu afastamento ou readaptação. Sem condição de entrar em sala de aula em razão do estado emocional, ele tirou a própria vida. Infelizmente, não é o único caso. Os professores estão esgotados e necessitam do respaldo do Estado. Além das atividades docentes, os profissionais precisam preencher fichas, relatórios, cadastros, planejamentos detalhados de aulas e avaliações. Não bastasse essa burocracia incompreensível, eles estão sendo fiscalizados pela coordenação. Eles estão sendo vigiados se estão ministrando aquilo que está no planejamento e até mesmo se estão de pé. O nível de cobrança está um absurdo. Isso acarreta diretamente na saúde mental”, alertou Kemp.

campaonews

campaonews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *