Sem restrição ao NIS, 2° plantão de castração da Subea é sucesso na Capital

Sem restrição ao NIS, 2° plantão de castração da Subea é sucesso na Capital
Gostou? Compartilhe nas suas redes

O segundo plantão de castração da Subea (Subsecretaria do Bem-Estar animal), realizado na manhã desta quarta-feira (24), dispensando a obrigatoriedade do NIS (número de inscrição social), atraiu mais de 300 pessoas e encaminhou 200 pets para o procedimento de castração gratuita.

Durante toda a manhã, os pets passaram por avaliação para serem encaminhados para as clínicas conveniadas com a Prefeitura e ainda foram vermifugados, vacinados contra a raiva e microchipados.

De todos os animais que foram atendidos, somente seis não estavam aptos. “A necessidade da avaliação é para garantir que o animal chegue até a clínica em condições seguras de passar pelo procedimento”, ressalta Edvaldo Sales, veterinário responsável.

Para os tutores que buscaram uma das vagas, além dos benefícios da castração, a gratuidade no plantão foi um grande atrativo. “Fiquei sabendo do plantão e das condições e não pensei duas vezes em vir com minha filha para trazermos nossas duas cachorrinhas. Essa ação é muito valiosa porque contribui com a saúde dos nossos animais de estimação e o nosso bolso”.

Maristela Medina também acordou cedo para garantir um lugar na fila e uma vaga para castrar sua gatinha Mary Jane. “Sei da importância da cirurgia para a saúde dela, evitando doenças e também para que ela não tenha uma cruza indesejada né”, brinca.

Cansada das “surpresinhas” da Meg, a tutora Alice Lima deixou a fazenda quando soube do plantão, para dar fim a carreira de mãe da cachorra. “Ela já deu mais de três ninhadas, a cada cio ela dava um jeito de escapar e voltava com presentinhos. Quando ficamos sabendo da ação, falamos ‘chega para essa carreira da Meg’”.

“Minha avó soube do plantão ontem pela Tv e me contou, cheguei cedo para garantir a vaga. Foi sorte do meu Robb, desta vez vai ser castrado”, comemorou Lauro Henchen, com seu gatinho.

De acordo com a subsecretária da Subea, Ana Luiza Lourenço, devido ao sucesso das primeiras experiências, a expectativa é que a ação seja frequente. “Nós entendemos que a melhor forma de cuidado com os pets é castrando. Assim, evitamos a proliferação de animais abandonados e também algumas doenças que podem aparecer, como nódulos no sistema reprodutor tanto dos machos quanto das fêmeas”.

Atendimentos Ubea

Atualmente, além de encaminhamento para castração em clinicas credenciadas, a Unidade realiza atendimentos de baixa complexidade como avaliação clínica, administração de medicamentos injetáveis, vacinação antirrábica, vermifugação, controle de carrapato e pulgas. Realiza também o encaminhamento de casos de urgência e emergência para atendimento na Universidade Federal de Mato Grosso Sul (UFMS).

Firmado em março, o convênio com a UFMS garante que serviços como consultas especializadas, ultrassonografia, radiografia, eletrocardiograma, endoscopia, exames laboratoriais bioquímicos e parasitológicos, cesarianas, cirurgia ortopédica, cirurgia de piometra emergencial, atendimentos de emergência e internação sejam disponibilizados de forma gratuita a tutores inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Aberta desde o dia 8 de dezembro, a Ubea disponibiliza senhas distribuídas nos períodos matutino e vespertino e conta com três consultórios, com capacidade de atendimento para até 30 animais, sendo 15 no período da manhã (7h30 às 11h) e 15 no período da tarde (13h às 17h30).

Os atendimentos ocorrem às segundas, terças, quintas e sextas-feiras. Às quartas, a equiperealiza as visitas in loco de ONGs e protetores independentes.

Serviço – Ubea

Endereço: Rua Rui Barbosa, 3538 – Centro.
Horário de funcionamento: Administrativo é das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30. Atendimentos clínicos são das 8h às 10h30 e das 13h30 às 16h30.
Informações: 67 2020-1397

Para ser atendido, o tutor interessado deve apresentar:

– Número do NIS
– Documento com foto
– Comprovante de residência

 

campaonews

campaonews