Instituições Beneficentes comemoram as vendas no Arraial de Santo Antônio de Campo Grande

Instituições Beneficentes comemoram as vendas no Arraial de Santo Antônio de Campo Grande
Gostou? Compartilhe nas suas redes

Neste domingo (11), cerca de 8 mil pessoas estiveram na Praça do Rádio Clube, prestigiando a terceira noite do Arraial de Santo Antônio de Campo Grande. A tradicional festa, que está na 21° edição, é realizada pela Prefeitura Municipal através da Secretaria de Cultura (Sectur) e Fundo de Apoio à Comunidade (FAC).

A noite foi embalada pelos pratas da casa, começando com o forrózinho contagiante do grupo Ipê de Serra e fechando de maneira apoteótica com Patrícia & Adriana cantando lançamentos e canções que tornaram-se hinos ao longo de toda a carreira.

No Arraial de Santo Antônio de Campo Grande, além das atrações musicais, as atrações gastronômicas dão um show à parte e tornam as noites ainda mais deliciosas. Desde espetinhos, crepes, doces, arroz carreteiro, choripan, passando pelos tradicionais derivados do milho e o irresistível quentão, os produtos são vendidos nas 38 barracas instaladas na praça, onde cada uma é gerida por uma instituição que realiza trabalhos assistenciais. Todo o dinheiro arrecadado fica para a entidade.

“Essas instituições presentes aqui hoje foram selecionadas por meio de edital. Nesse processo de seleção, seis entidades ficariam de fora, mas aí viemos com uma visita técnica e conseguimos contemplar todas. A prefeitura ofereceu toda a parte de estrutura para auxiliá-los a fim de que consigam excelentes resultados nas vendas e, consequentemente, mais recursos para manterem suas atividades, melhorarem e ampliarem seus atendimentos”, salientou a coordenadora-geral do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), Adir Diniz.

Na barraca do Instituto Causadores da Alegria, além de bebidas, quase 700 crepes e pastéis são vendidos todas as noites. O diretor-presidente do Instituto Causadores da Alegria, Fernando Eufigênio, explica que a instituição atende moradores de rua, crianças carentes, asilos, orfanatos e clínicas de reabilitação, além de 50 jovens de escolas públicas e de baixa renda com cursinho preparatório para Enem e vestibular, atendimento psicológico, atendimento jurídico, aulas de música de maneira totalmente gratuita, sendo a única contrapartida que os assistidos participem das ações que acontecem mensalmente, para que desenvolvam a consciência de que estão sendo ajudados e que devem ajudar outras pessoas também.

“As vendas estão ótimas. O Arraial de Santo Antônio de Campo Grande veio numa hora maravilhosa porque a gente paga aluguel, água, luz, colaboradores e o que a gente arrecadar aqui vai ser para manter o funcionamento de toda essa estrutura, bem como auxiliar esses jovens atendidos por nós”, comemorou.

O Recanto da Criança, entidade beneficente que atua na região norte da Capital, com sede no Bairro Campo Belo, oferece oficinas de balé, percussão, violão, capoeira e taekwondo, além de cursos de informática e tênis a 70 matriculados é uma das instituições participantes. Segundo a presidente, Julia Almeida, as vendas seguem de vento em popa e os recursos angariados na festa já tem destino certo. “Esta é uma oportunidade que a Prefeitura nos dá, de mostrarmos o Recanto da Criança para a sociedade, para que saibam que ela existe e arrecadarmos fundos, reforçarmos o caixa, porque o inverno está chegando e vamos utilizar esse dinheiro para comprar leite, pão e garantir o lanche das crianças”.

O pessoal da Associação São José da Divina Providência apostou no tradicional choripan (pão com linguiça artesanal, molho chimichurri e queijo muçarela) como carro-chefe no cardápio, e deu muito certo. O presidente Lucas Librelotto Abdala conta que a arrecadação da barraca será investida na educação das crianças assistidas por eles. Atualmente eles atendem 30 crianças e querem ampliar a capacidade de atendimento. Toda a estrutura, o corpo docente e administrativo da instituição, é composta por 15 pessoas e mantida pela associação.

“Nós oferecemos o ensino infantil e ensino fundamental para as crianças com foco na prática das virtudes. Esse tipo de iniciativa, festas como o Arraial de Santo Antônio de Campo Grande são fundamentais porque, por ser alusiva ao dia de Santo Antônio, não deixa de ter correlação com nosso trabalho, além de nos permitir ter contato com o público de uma maneira direta. Nós conseguimos vender nosso produto e fazer com que essa renda gere frutos em prol da associação e das crianças e famílias por nós atendidas”, reforçou.

Passeio em família

O corretor Rogers Américo (41) e a empreendedora Raniele Santos (31) , contam que fizeram questão de participarem do Arraial de Santo Antônio de Campo Grande, pois queriam apresentar à pequena Rafaela, de 4 anos, os sons, cores e sabores da festa.“Nós temos uma filha  e queremos mostrar pra ela a festa, a cultura, oferecer pra ela as comidas típicas e deixar que ela vivencie as coisas que nós vivenciamos na nossa infância”, disse Rogers.

“Já apreciamos o choripan, que está uma delícia, passamos pela barraca dos doces e ainda pretendemos visitar a barraca do pastel e do carreteiro. São comidas típicas desse período e não tem como ficar indiferente”, completou Raniele.

De acordo com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), aproximadamente 23 mil pessoas participaram da programação do Arraial de Santo Antônio de Campo Grande nos primeiros três dias. Nesse ambiente familiar e bastante seguro, a festa segue até amanhã (13). Hoje (12), Dia dos Namorados, a trilha sonora ficará por conta do Trio Violada, projeto encabeçado pelo sanfoneiro Gerson Douglas, o show começa às 19 horas. Na sequência, é a vez da dupla Maria Cecília e Rodolfo, donos de sucessos como “Coisas Esotéricas, “Os Dias Vão” e “Você de Volta, subir ao palco, encerrando a agenda de shows da edição 2023.

 

 

 

 

 

campaonews

campaonews